Orquestra Santa Cruz finaliza turnê a Evolução da Música 

Orquestra se apresentou em noite de gala no Palácio da Cultura Umberto Magnani Netto

No último sábado (6 de julho), a Orquestra de Câmara Santa Cruz se apresentou no Palácio da Cultura Umberto Magnani Netto, em Santa Cruz do Rio Pardo.

O concerto teve um clima todo especial, tendo em vista se tratar do último da turnê denominada Curto Circuito Musical II, “A Evolução da Música”.

O evento gratuito ao público é realizado através dos recursos da Lei Rouanet (Ministério da Cultura). Essa foi a segunda vez que a cidade recebe esse concerto.

“O sentimento é de muita alegria e gratidão, principalmente com as plateias que nos acompanharam até aqui. Agradecemos também de modo especial cada responsável pela execução desse projeto”, destaca o supervisor do projeto, José Magalli Junqueira. 

O CONCERTO “A EVOLUÇÃO DA MÚSICA”:

O Concerto “A Evolução da Música” é uma viagem sonora, descrevendo, através da Música, os diversos momentos do mundo ocidental, desde o século XVI ao século XX.

Ao longo de todo o espetáculo, a Orquestra e as performances teatrais apresentam para a plateia o desenrolar da História da Música e seus principais representantes.

A “Companhia Teatro das Oito”, com as atrizes Tamires Rocha e Isabela Gonçalves é responsável pela parte cênica, que permeia o concerto, carregando toda a narrativa por meio de atrizes.

Cantamos ainda com a participação da bailarina Lia Cristina de Souza Brenhe e da soprano Beatriz Bernardez,).

O primeiro concerto do Curto Circuito Musical “A Evolução da Música” foi realizado na noite de 12 de março de 2022, na Câmara Municipal de Santa Cruz do Rio Pardo. Novos concertos ocorreram, posteriormente, em Assis, Ourinhos, Jacarezinho e Bauru.

Tais concertos têm o apoio das empresas: Paschoalotto, Special Dog, Solito, Santa Massa, São João Alimentos, Bafari, Ourimadeiras e Supermercado São Sebastião.

CURTO CIRCUITO MUSICAL “A EVOLUÇÃO DA MÚSICA”

O Concerto “A Evolução da Música” é uma interessante e didática viagem pela recente História Ocidental, através da Música de cada período.

OS MOMENTOS DO CONCERTO

No primeiro momento do Concerto, a Orquestra evoca a Renascença, período posterior ao obscuro e teocêntrico período medieval. Para representar o renascer das artes e de uma nova visão do homem, a Orquestra traz à cena dois grandes compositores renascentistas: Michel Praetorius (1571- 1621) e o grande Giovanni Pierluigi da Palestrina (1525-1594).

Num segundo momento do Concerto a Orquestra demonstra a importância e a beleza da Música Barroca, executando marcantes peças de Johann Sebastian Bach, Georg. F. Händel e Antonio Vivaldi.

Num glorioso terceiro momento do Concerto, surgem os marcantes e mais expressivos compositores do período Clássico, como Joseph Haydn, Wolfgang Amadeus Mozart, Ludwig van Beethoven e dos brasileiros Manoel Dias de Oliveira e Carlos Gomes. É o momento musical do rompimento com os padrões do Barroco e o estabelecimento de novas regras para a composição musical.

O quarto e expressivo momento do Concerto corresponde ao período Romântico, trazendo à tona as novas linhas da Música, ao romper-se com os padrões clássicos e ao traduzir o espírito revolucionário e inovador do século XIX. A Orquestra traz a sonoridade de Tchaikowsky, Giacomo Puccini, Shostakovich, e do brasileiro Alberto Nepomuceno.

No quinto momento do Concerto a plateia reconhece o momento histórico do final do século XIX com a Música Impressionista, demonstração inequívoca de tempos de incertezas que se avizinhavam. Compositores, como o brasileiro Heitor Villa-Lobos e Prokofief,  e Debussy engalanam esse precioso momento.

E, finalmente, no sexto e último momento do Concerto abrem-se as cortinas do novo século, o século XX de novos ritmos e novas harmonias, tradução mais que perfeita de um século convulso pelas grandes guerras e pelas grandes conquistas tecnológicas. Esse período é representado pela música vibrante de Scott Joplin, Lou Donaldson, The Beatles e Grupo ABBA (Dance Queen).

A ORQUESTRA DE CÂMARA SANTA CRUZ

A Orquestra de Câmara Santa Cruz existe há nove anos e tem como foco promover a cultura e inclusão social.

A Associação Musical Santacruzense é a proponente dessa iniciativa, e está empenhada em difundir e democratizar o acesso à Música por meio de concertos e apresentações a todos os públicos.

Grande final execução do Grupo ABBA (Dance Queen) e dança

Fonte: CM Comunicação CM Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here