O documento corrobora com o posicionamento do Sistema Famasul.

O Informativo Técnico do Ministério Público de Mato Grosso do Sul sobre a origem dos focos de incêndios no Pantanal em Mato Grosso do Sul, publicado em 03 de julho, corrobora com o posicionamento do Sistema Famasul.

O documento evidenciou que os incêndios, em sua grande maioria, têm origem nas margens de rios e rodovias e não guardam nenhuma relação com a produção agropecuária no Pantanal, ainda que 97% do bioma esteja sob responsabilidade da iniciativa privada.

Também ficou demonstrado que não há correlação entre desmatamento e incêndios, ratificando nossa afirmação de que o produtor rural é o maior interessado em evitar incêndios, pois além dos impactos causados na biodiversidade, o fogo também afeta a atividade econômica e compromete a infraestrutura das propriedades e seus rebanhos.

Essa responsabilidade do produtor rural é que garantiu que o Bioma Pantanal seja hoje o bioma mais preservado do Brasil com 87% de seu território não antropizado e com um histórico de mais de 300 anos de produção pecuária sustentável.

Como parte da solução e prevenção, o setor agropecuário no Pantanal tem atuado em todos os fóruns de discussão sobre o tema, promovendo capacitações preventivas por meio dos cursos do Senar/MS e, com o apoio do poder público, segue aprimorando as ações e estruturas de combate e prevenção.

 

fonte: sistemafamasul

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here