A juíza Gabriela Hardt negou na tarde desta segunda-feira (5) um pedido de adiamento de audiência sobre a reforma do sítio de Atibaia (SP) associado ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Hardt substitui na Operação Lava Jato o juiz Sérgio Moro, que será ministro da Justiça.

O advogado de Lula, Cristiano Zanin, havia alegado que o Ministério Público Federal não teria anexado o acordo de delação do executivo da Odebrecht Carlos Paschoal, segundo revelou O Antagonista. Interrompidos para o período eleitoral brasileiro, os interrogatórios serão retomados nesta segunda.

Em resposta, a juíza corrigiu Zanin e indicou que o acordo estava nos autos da ação penal e negou o pedido. Gabriela Hardt, da 13ª Vara Federal de Curitiba (PR), também ressaltou que vai mandar todas as audiências já designadas por Sérgio Moro.

O processo investiga se Lula recebeu vantagens indevidas de empreiteiras na reforma do sítio. No total, 13 acusados devem ser ouvidos pela juíza até o dia 14 de novembro, quando o ex-presidente deve prestar depoimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here