Emprego afasta risco de recessão, afirma FGV

Home » Notícias » Emprego afasta risco de recessão, afirma FGV

18/06/2014 06:06 - Atualizado em 18/06/2014 06:06

Resultados positivos do mercado de trabalho – aumento da renda e das pessoas ocupadas – são os poucos indicadores econômicos que estão afastando o risco de uma recessão no país.

Índice calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) com o instituto americano The Conference Board mostra que, entre 14 termômetros da economia brasileira, só os dois seguiram em tendência positiva desde dezembro até o mês passado. Em maio, houve contribuição adicional dos termos de troca (relação entre os preços de exportações e importações).

Com isso, segundo o economista Paulo Picchetti, da FGV, o risco de ter havido uma recessão no mês passado foi de 12%, o que é baixo.

Entre os demais indicadores monitorados, sete recuaram em maio ante abril, com destaque para a confiança de empresários e consumidores.

Picchetti observa que os indicadores sobre o futuro estão piores do que os que retratam o presente – que, no conjunto, estão estáveis. Isso indica uma economia estagnada, porém sem risco de recessão.



whatsapp_jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top