Chuva forte nesta segunda-feira provocam estragos no centro-oeste paulista

Home » Notícias, Regional » Chuva forte nesta segunda-feira provocam estragos no centro-oeste paulista

08/09/2015 12:09 - Atualizado em 08/09/2015 12:09

Uma chuva forte atingiu o centro-oeste paulista na noite desta segunda-feira (7). Em Santa Cruz, a chuva e o vento forte provocaram estragos, diversas árvores caíram em cima de carros, houve também registro de destelhamento de casas e quedas de muros no Parque das Nações. Estima-se que as rajadas de vento chegaram a 80 km/h.

Apenas o Corpo de Bombeiros atendeu cinco ocorrências de quedas de árvores ontem e outras três hoje. A recomendação para a população nestes casos é sinalizar o local da queda e acionar os Bombeiros.

A Defesa Civil de Santa Cruz foi acionada ontem através do vice-prefeito Benedito Ribeiro que acionou a Secretaria do Meio Ambiente para auxiliar os Bombeiros na limpeza e corte das árvores que caíram. O diretor de praças Cristiano Miranda relatou que foram muitos casos de queda de galhos e árvores que caíram sobre carros e casas.

12004152_948500865206343_9041842052531585101_nUma árvore caiu sobre uma caminhonete na Chácara Camargo, outra derrubou a fiação de baixa tensão na Ettore Cortela, causando a queda da energia por algumas horas nas imediações do bairro. Uma árvore Ficos caiu na avenida Carlos Rios, ao lado da Justiça do Trabalho. A árvore caiu dentro de uma borracharia causando danos no muro e portão do estabelecimento.

Na rua José Caminhoto, na Vila Oitenta, uma árvore caiu dentro do quintal da casa, mas não houve dano. No Jardim São João uma Aroeira caiu causando pequenos danos num veículo VW Gol prata. Na Estação, próximo ao Campo do Guarani um Ipê caiu sobre um Gol branco causando bastante dano.
Ao lado da Adefis caiu um Ipê, no recinto José Rosso outras três árvores caíram, no Campo da FUP teve queda de Eucalpto e outra árvore de pequeno porte, na rua Cezário Mota uma árvore caiu para a rua e não causou danos. Houve queda de árvores no núcleo da Nagib Queiroz e na Creche Criança Feliz do bairro São João. As árvores caíram em área aberta e não causaram danos.

A maioria das árvores encontrava-se em estado sadio. A força e velocidade do vento foram atípicos e causaram as quedas. A Secretaria do Meio Ambiente ainda fará um levantamento detalhado para verificar se caíram árvores que já estavam doentes e iriam ser cortadas.

Em Ourinhos, a chuva causou estragos na unidade da Santa Casa. Uma ala do prédio, localizada na rua Dom Pedro Primeiro, teve parte do telhado arrancada.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, devido aos fortes ventos, a estrutura metálica do prédio, que era única, foi lançada a alguns metros. Como a unidade hospitalar ficou sem cobertura, a água da chuva atingiu salas do primeiro andar e escorreu para o térreo, onde ficam os setores de banco de sangue, a hemodiálise e todo o arquivo do hospital.

Os funcionários informaram aos policiais que documentos importantes, como cópias de atestados de óbito e boletins de ocorrência, foram molhados.
Na cidade, o Corpo de Bombeiros atendeu pelo menos quinze ocorrências por causa da tempestade que atingiu o município. Não houve feridos.



whatsapp_jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top