Brasileiro já pagou R$ 1 trilhão de impostos desde o começo do ano

Home » Notícias » Brasileiro já pagou R$ 1 trilhão de impostos desde o começo do ano

12/08/2014 14:08 - Atualizado em 12/08/2014 14:08

O brasileiro já pagou R$ 1 trilhão de impostos do começo do ano até agora. A Associação Comercial de São Paulo montou um caminhão para mostrar quanto o consumidor paga de imposto em alguns produtos.

Em 2013, o valor só foi batido no fim do mês, no dia 27. A tradução disso é que estamos sim pagando mais impostos e muitas vezes num mesmo produto. É o chamado efeito cascata.

“Quando a gente escova o dente de manhã, a pasta de dente já vai sofrendo tributação desde o papel para fazer a caixinha, do material para fazer o tubo e para o conteúdo e escovar o dente é essencial”, explica o economista chefe da Associação Comercial de São Paulo, Marcel Solimeo.

Está difícil para a doméstica Rose Silva Salles fazer a compra do mês. Ela só vai para o supermercado assim om a calculadora na mão e a estratégia na cabeça. “Tem diferença de preço num lugar e outro. Talvez aqui uma coisa é mais barato”, diz.

Muita coisa poderia ser mais barata não fossem os impostos. Segundo o Dieese, a manteiga custa 36% a mais, o açúcar 32%, o óleo, 26%, a banana, 21%, e o café quase 20%.

Para escancarar aquilo que o brasileiro sente, mas não vê, esse ano a Associação Comercial de São Paulo colocou no centro da cidade, um caminhão com uma série de produtos com o preço para descobrir então quanto a mais se paga exatamente por causa dos impostos

O autônomo Claudionor de Jesus Pinto fixou surpreso ao descobrir que se paga R$ 0,96 de imposto no café e R$ 0,66 no molho do tomate. “Nem imaginava. Não fazia noção disso”, conta.

“Para o consumidor quanto mais informação tiver do quanto paga mais vai poder usar, poder reivindicar direitos. Quem paga tem direitos. É importante saber o quanto paga para poder exigir a contrapartida”, explica o economista chefe da Associação Comercial de São Paulo, Marcel Solimeo.



whatsapp_jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top