Guitarrista do AC/DC está internado em casa de repouso com demência

Home » Musicalidades » Guitarrista do AC/DC está internado em casa de repouso com demência

30/09/2014 11:09 - Atualizado em 30/09/2014 11:09

555244Malcolm Young, guitarrista, letrista e cofundador da lendária banda AC/DC, e que havia anunciado sua saída do grupo nesta semana, foi internado em uma casa de repouso em Sydney, na Austrália, com demência, informou nesta sexta-feira (26) a imprensa local.

“Se você está em um quarto com Malcolm, sai um momento e retorna minutos depois, ele já não te reconhece. Perdeu completamente a memória imediata. Sua mulher, Linda, o pôs sob cuidado em período integral”, disse uma fonte próxima à família do músico ao jornal “Sydney Morning Herald”.

No último mês de abril foi anunciado que o músico de 61 anos sofria uma doença séria, mas sua natureza se manteve em segredo, e por isso não participaria da gravação do álbum “Rock or Bust”, que será lançado em novembro deste ano.

Seu sobrinho Steve, que o substituiu nessa gravação, ocupará o lugar de Malcolm Young na turnê mundial que o AC/DC realizará em 2015 e na qual estarão os outros membros do grupo: Angus Young, Brian Johnson, Phil Rudd e Cliff Williams.

Próxima turnê pode ser a última

Em abril, o vocalista do AC/DC, Brian Johnson, falou pela primeira vez sobre os rumores ao jornal “The Telegraph”. Sem citar nomes, ele confirmou que um integrante estava com uma “doença debilitante”, mas voltou a confirmar que a banda iria se reunir para compor um novo álbum.

“Nós definitivamente vamos nos reunir em maio em Vancouver”, disse Brian na época. “Vamos pegar nas guitarras, dedilhar, e ver se alguém tem alguma música ou ideias. Se acontecer alguma coisa , vamos gravar”.

“Eu não gostaria de dizer qualquer coisa sobre o futuro. Eu não estou descartando nada. Um dos meninos tem uma doença debilitante, mas eu não quero falar muito sobre isso. Ele é muito orgulhoso e privado, um cara maravilhoso. Nós somos amigos por 35 anos.”

Mesmo descartando o fim, Brian sinalizou que a próxima turnê, marcada para este ano em comemoração aos 40 anos da banda, pode ser realmente a última da carreira. “Isso seria uma ótima maneira de dizer adeus”, disse Johnson. “Nós gostaríamos de fazê-lo. Mas está tudo no ar no momento”.



whatsapp_jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top